Uma das grandes facilidades do RouterOS é o nosso querido Winbox, não há como negar. Têm aqueles que não gostam (famosos haters), e preferem a clássica linha de comando, que é a ferramenta principal dos demais fabricantes, como Cisco, Huawei, Juniper, etc e tal.

O fato é que mais dia, menos dia vamos usar a CLI do RouterOS pois ela nos oferece coisas bem legais, que agilizam algumas operações.

Por isso, separamos 5 comandos que utilizamos com frequência em nosso dia a dia, mas que muitas pessoas não conhecem.

Ctrl + X

Esse eu acho que quase todo mundo conhece, mas quem nunca utilizou, o Ctrl + X habilita o modo seguro usando o terminal do RouterOS.

Eu particularmente prefiro utilizar o modo seguro (ou Safe Mode) diretamente pelo terminal, pois acho mais fácil de “soltar” o modo seguro antes fazer logout do router.

Para sair do modo seguro, basta pressionar novamente Ctrl + X. Se preferir descartar as alterações, basta pressionar Ctrl + D.

/log print follow-only

Os logs são muito interessantes para identificarmos algum problema ou mesmo para verificarmos se está tudo correndo bem em nosso router.

Para acompanha-los usando a CLI, basta adicionar o parâmetro follow-only ao comando /log print, que a visualização irá ficar bem mais fácil.

A propósito, vocês já viram a funcionalidade de filtragem de logs usando o Winbox? Está disponível desde a versão 3.22

/interface monitor-traffic

Para analisar a quantidade de tráfego em uma ou mais interfaces, é lógico que preferimos o Winbox. Porém, é possível analisar o tráfego de uma ou mais interfaces usando a CLI, e é beeeeem legal!

Podemos mencionar mais de uma interface, separando-as por vírgula, ou usar o atributo aggregate, para contabilizar o tráfego de todas as interfaces do router.

/system resource monitor

Poder identificar a utilização de recursos de um router é muito importante, pois o uso de CPU ou RAM é determinante para a performance do equipamento. Utilizando o Winbox, os mostradores ficam na barra superior.

Se estivermos utilizando a CLI, podemos facilmente verificar os recursos de CPU e RAM usando o comando /system resource monitor

/ip route print where

O comando /ip route print mostra a tabela de roteamento do router, mas em determinadas situações precisamos filtrar os resultados, pois a tabela de roteamento pode estar com uma quantidade muito grande rotas.

Dos diversos atributos que podemos utilizar, separamos alguns que mais utilizamos:

  • /ip route print where dst-address=8.8.0.0/24 – Mostra as rotas com o destino exato 8.8.0.0/24
  • /ip route print where dst-address in 8.8.0.0/16 – Mostra as rotas compreendidas por 8.8.0.0/16
  • /ip route print where received-from=nome-do-peer – Mostra as rotas aprendidas pelo peer BGP especificado.
  • /ip route print where static – Mostra as rotas estáticas da tabela de roteamento.
  • /ip route print where ospf – Mostra as rotas oriundas do protocolo OSPF.

Até a próxima!